As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jogaram maionese na alta gastronomia

Na noite desta terça-feira, MasterChef Brasil registrou o melhor resultado da temporada e deixou a Band na vice-liderança por uma hora não consecutiva.

Pedro Venceslau

08 Julho 2015 | 16h42

master cheg braisl

Em um dos momentos mais constrangedores da segunda edição do MasterChef Brasil, o jurado Erick Jacquin criticou o desempenho de uma das concorrentes dizendo que o prato apresentado por ela parecia “uma lasanha de supermercado”. Ao se dar conta que o principal patrocinador da atração é uma rede de supermercados que vende sua própria lasanha, o chef tentou remendar: “Não tenho nada contra supermercado, absolutamente nada, mas não é isso que a gente precisava hoje”. O ato falho é revelador.

A ideia central da franquia é que bons cozinheiros amadores aprendam na marra os segredos da alta gastronomia. Ocorre que boa parte dos patrocínios e produtos anunciados pelos três super chefs nos intervalos e usados na nas competições são populares e pouco usados nas cozinhas de grife. Será mesmo que Paola Carosella(Arturito e La Guapa), Henrique Fogaça (Sal Gastronomia, Cão Véio e Admiral’s Place) e Erick Jacquin (Tartar&Co) usam maionese em seus pratos? Mais atuante do trio nos intervalos comerciais, Jacquin aparece em um deles indo comprar pão para o seu restaurante em um posto de gasolina.

Acho pouco provável que os pães do Tartar&Co, na Vila Madalena, tenham essa procedência. Também tenho minhas dúvidas se a margarina exaltada por Fogaça está no cardápio de sabores dos seus restaurantes estrelados. Isso sem falar no caldo de galinha que é a coqueluche da atração. Idiossincrasias culinárias à parte, o fato que MasterChef Brasil 2 abusa do merchandising. Em nenhum outro programa da franquia pelo mundo os produtos dos patrocinadores aparecem de modo tão ostensivo.

O sucesso comercial é reflexo da audiência. O reality já é o carro chefe da Band. Na noite desta terça-feira, ele registrou o melhor resultado da temporada e deixou o canal na vice-liderança por uma hora não consecutiva. Ficou em terceiro lugar no Ibope com média de 7 pontos de audiência, pico de 8,5 e share de 13%. A diferença na média para a segunda colocada foi de apenas 0,8. Um sinal do bom momento é que o programa está sendo “canibalizado” por outros da casa, como o Pânico, que usa o próprio estúdio do MasterChef para satirizá-lo.

Mais conteúdo sobre:

BandmasterChef Brasil