Pânico e CQC faltam ao lançamento de livro de Íris Abravanel

Estadão

17 de novembro de 2010 | 20h07

Íris Abravanel, ao lado das filhas Daniela, Renata e Patrícia. Crédito: Roberto Nemanis / DivulgaçãoAcostumados a seguir Silvio Santos na porta do cabeleireiro Jassa, na sede do SBT e até em Orlando, nos Estados Unidos, onde o apresentador tem casa, o Pânico na TV, da RedeTV!, não compareceu, ontem, ao lançamento de Recados Disfarçados, livro de crônicas de Íris Abravanel, mulher do Homem do Baú, na Fnac Pinheiros. Os meninos do CQC, da Band, figurinhas fáceis em eventos de toda sorte, também não deram o ar da graça. Segundo a assessoria de imprensa do SBT, os dois programas estavam confirmados na lista de imprensa que cobriria o evento.

Aguardado pelos jornalistas até o último momento, Silvio Santos preferiu não ir ao lançamento da mulher. “Acho que ele não vem não, ele trabalha muito”, dizia Íris em meio a perguntas sobre a fraude no banco Panamericano. Já afilha Daniela Beyruti, diretora-geral do SBT, tinha esperanças. “Quem sabe ele vem?”

Sem clima para chacotas com a família Abravanel, RedeTV! e Band parecem solidárias à crise que respinga na colega de radiodifusão, SBT – embora a Band negue, por meio de sua assessoria, que a equipe do programa tenha se credenciado para o evento. Motivo? Falta de interesse no tema. A RedeTV! ainda não se manifestou sobre a ausência do Pânico.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: