Globo anuncia grade de 2010

Estadão

22 de março de 2010 | 17h56

Eis aí alguns pontos relevantes do lançamento da nova programação da Globo, anunciada hoje em sessão extraordinária lá na sala Premium do Cinemark Shopping Cidade Jardim.

 

* O documentário “This is it”, sobre Michael Jackson e a turnê que não houve, estarão na tela da emissora em 26 de junho.

* E sabe aquele superdocumentário da Discovery/BBC que acabou de estrear aqui pelo Discovery Channel? Vai parar no “Fantástico” depois de junho, quando vence o bloqueio imposto ao programa para exibição em TV aberta no Brasil. Com cenas pacientemente registradas entre cenários diversos da vida animal, é simplemente incrível.

* Um pacote de novos seriados vem aí:  além dos já mencionados “Vida Alheia”, de Miguel Falabella (com Cláudia Jimenez, Marília Pêra e Danielle Winits), “Separação”, da mesma turma de criadores de “Os Normais”, com Débora Bloch e Vladimir Brichta, “S.O.S. Emergência”, um olhar cômico sobre a rotina de um hospital, com Ney Latorraca e de “Os Irmãos Cara de Pau”, com Leandro Hassum e Marcius Milhem, vêm aí: “As Cariocas”, que traz Daniel FIlho de volta à TV Globo e enfoca 10 “certinhas do Lalau” (Sérgio Porto, o Stanislaw Ponte Preta), “A Cura”, de João Emanuel Carneiro e direção de Ricardo Waddington (com Selton Mello cotado para o papel principal), “Justiça para Todos”, sobre estudantes de direito que convivem com um homicídio numa rave e, anos depois, formados, decidem apontar o culpado entre eles, dando início a um levantamento de provas, e “Tudo Junto Misturado”, com Bruno Mazzeo.

No jornalismo, as novas ficam por conta do terceiro horário da linha de shows nas noites de quinta-feira, a ser ocupada por duas séries:

* Globo Mar, com Ernesto Paglia e Mariana Ferrão, 9 episódios e disposição para exibir mistérios e riquezas da costa brasileira.

* Nós, Brasileiros, com 10 episódios, Neide Duarte e Edney Silvestre à frente, sobre histórias de superação e solidariedade que alteraram completamente determinada comunidade ou a vida de alguém.

Noves fora, vamos lá, o ano é de Copa na África e eleições + eleições. Para o futebol, a Globo anuncia a transmissão de algumas partidas em 3D, em salas de cinema estruturadas para tanto e grandes arenas, como ginásios. Para a hora do voto, o plano prometido por Carlos Henrique Schroder é “simples” e, nas palavras de William Bonner, algo que nunca se viu antes. E o que é? Bem, disseram que isso ainda é segredo e só será conhecido ali pra junho ou julho.

A nova grade estreia dia 4 de abril. A conferir.

Tendências: