'Glee' ganha personagem latino em 2.ª temporada

Estadão

02 de dezembro de 2010 | 05h04

Kurt, personagem gay de Chris Colfer, é o destaque do 2.º ano. Crédito: Divulgação

 

Por Alline Dauroiz
De Los Angeles

Os fãs latino-americanos de Glee, série musical da Fox que virou febre nos Estados Unidos, podem comemorar, pois, enfim, terão representatividade na atração. Criador da série, Ryan Murphy relevou ao Estado que um personagem latino vai entrar na trama, na metade da segunda temporada. Famosa por retratar a diversidade (há o gay, o cadeirante, a negra, os asiáticos, a protagonista criada por gays…), a série vinha recebendo pedidos da comunidade latina, que queria ver sua voz na atração. “Não posso dar detalhes, ainda estamos pensando como isso ocorrerá, mas posso dizer que é um papel masculino.” No ar nos Estados Unidos, a segunda temporada de Glee tem previsão de estreia no Brasil para fevereiro. E um terceiro ano da atração – que já vendeu 6,5 milhões de álbuns no mundo e teve 17 milhões de downloads –  já está garantido.

Entre outras novidades da série (e se você não quiser saber spoiler, pare de ler este texto agora), reveladas em um encontro com a imprensa internacional que acontece esta semana em Los Angeles, estão o fato de que os meninos vão homenagear Michael Jackson com a coreografia de Thriller, além de um episódio dedicado ao Valentine’s Day, o Dia dos Namorados americano, com “as melhores canções de amor de todos os tempos”.

Disputada pelas estrelas de Hollywood, a série terá, ainda em seu segundo ano, a participação de Javier Bardem. “Ele pediu para estar na série, porque é um Gleek (gíria para os aficionados da série). Assiste a todos os episódios e disse que tem milhões de ideias para um episódio. Já estou pensando em escrever algo para encaixá-lo”, conta Murphy.

Famosa pelo filme O Diabo Veste Prada, Anne Hathway também está na lista das próximas celebridades a fazer uma ponta no show. Na trama, ela será a tia lésbica de Kurt, personagem gay vivido por Chris Colfer. “Ela será sim tia do Kurt. Isso não é o máximo? O capítulo ainda nem foi escrito, mas agora estou na campanha para que a Julie Andrews faça a minha avó. Imagina que família incrível!”, diz Colfer que, nesta segunda temporada passa a ter enorme destaque, protaginizando o primeiro beijo gay (selinho?) da série. O ator tambem revelou seu número musical para o episódio de Natal, que deve ir ao ar em breve nos Estados Unidos: “Don’t Cry for me, Argentina, em uma versão pop, masis parecida com a da Madonna”, diz.

Ex-alunos

Durante a coletiva de imprensa, Ryan Murphy também se mostrou preocupado com a provável saída de suas estrelas do elenco, já que elas representam estudantes do Ensino Médio que, inevitavelmente, vão se formar. “Acho que é preciso ser verdadeiro com o fato de que aqui é um grupo de pessoas que vêm e vão na vida desses professores – que se graduam e eles se vão”, diz Murphy. “E, convenhamos, não há nada mais depressivo do que um estudante colegial ficando careca”, brinca o roteirista.

Sem dar datas, Murphy sinaliza que a possível saída de seus pupilos como Rachel (Lea Michelle), Finn (Cory Monteith), Artie (Kevin Mchale) e Mercedes (Amber Riley) seja para o fim da temporada de 2012.”Ainda não sei como vamos fazer. Se acontecer, para mim será particularmente difícil, mas é por isso que todo ano colocaremos novas caras na série, como foi o caso de Chord Overstreet (que interpreta o novo quarterback da escola, Sam Evans) e Darren Criss (que vive Blaine, possível novo namorado de Kurt).”

Tudo o que sabemos sobre:

FOXGleeRyan Murphy

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: