Dilma eleva ibope de Ana Maria Braga

Estadão

01 de março de 2011 | 12h53

Ana Maria Braga recebe a presidente Dilma em seu programa. Cédito: Renato Rocha Miranda / Divulgação

A presença da presidente Dima Rousseff no Mais Você desta terça-feira elevou em ao menos dois pontos a audiência do programa de Ana Maria Braga na Globo, que vinha perdendo em ibope para o Fala Brasil, telejornal da Record. Segundo medição prévia do Ibope na Grande São Paulo, o Mais Você de hoje registrou média de 9 pontos, ante 6 pontos da Record no horário das 8h32 ás 10h09. Cada ponto no Ibope representa 58,3 mil domicílios. O papo será reprisado hoje, às 1815, no canal pago Viva.

Em programa gravado na manhã de ontem no Projac, Ana Maria recebeu Dilma com uma farta mesa de café da manhã, por conta das comemorações ao mês da mulher. Vício de campanha, por muitas vezes Dilma respondia as perguntas de Ana Maria olhando para a câmera, como se estivesse em um debate eleitoral, falando com o eleitor. A presidente também se fartou de termos como “ocê”, “pra mim fazer” e alguns erros de concordância, no que poderia ser um a maneira de se aproximar do público.

Durante o papo falaram muito sobre a condição da mulher hoje no Brasil e as medidas que o Governo vem tomando a vai tomar para melhorar as condições de trabalho, saúde e segurança feminina. Talvez mais do que na campanha presidencial, esse tenha sido o momento em que Dilma mais falou sobre o tema. A presidente também agradeceu a solidariedade de Ana Maria em um dos momentos mais difíceis de sua vida, quando recebeu o diagnóstico de câncer. Ambas tiveram a mesma doença e conversaram sobre a luta que travaram para vencê-la.

CPMF e a omelete

Pela primeira vez desde que o assunto da volta da CPMF voltou à tona, após encontro de governadores do Nordeste, na semana passada, Dilma falou sobre um possível retorno do imposto. Questionada por Ana Maria sobre a tributação, enquanto preparava uma omelete, a presidente disse: “Acho que essa conversa está feita da forma errada. Para a gente saber se precisa ou não precisa de CPMF, a gente precisa saber para quê”, disse. “Estamos fazendo um diagnóstico de como é o atendimento básico no Brasil. Depois que tiver outros olhos com relação à saúde, se faltar dinheiro, vamos abrir a discussão com a sociedade. Achamos é que é possível que muita coisa a gente resolva com o dinheiro que tem”, afirmou a presidente sem estipular prazos.

Cozinheira

Se na campanha presidencial Dilma não conseguiu concluir a receita de omelete no programa Superpop, de Luciana Gimenez na RedeTV!, hoje a presidente mostrou que aprendeu o passo a passo, mas botou a culpa pela confusão dos ingredientes (substituiu sal por bicarbonato de sódio) às perguntas sobre economia de Ana Maria Braga. A apresentadora e o Louro José, porém, aprovaram o prato ao final do programa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.