Com Michael Jackson, redes bombam em ibope no fim de semana

Estadão

28 de junho de 2010 | 18h48

Imagem de This Is It. Crédito: Kevin Mazur/Divulgação

Imagem de This Is It. Crédito: Kevin Mazur/Divulgação

O aniversário de morte de Michael  Jackson rendeu ótimos índices de audiência para as duas principais emissoras abertas do País, Globo e Record, neste fim de semana.

No sábado, O Melhor do Brasil, programa de Rodrigo Faro na Record, bateu recorde de ibope. Na média, o programa, que foi ao ar das 16h55 às 21h26, marcou 14 pontos. Essa é a segunda vez que a atração atinge tal resultado, desde a estreia em 2005. O bom índice de audiência se deve à homenagem que Faro fez ao ídolo do pop no quadro Vai Dar Namoro.  Exibido das 19h16 às 21h26, o quadro garantiu média de 18 pontos, pico de 22 e 30% de sahre (participação de audiência entre os televisores ligados), chegando a ficar alguns minutos a apenas 2 pontos do Jornal Nacional, da Globo.

Na brincadeira, Faro se travestiu de Michael Jackson e fez as coreografias de Beat It, Billie Jean e Thriller. Além de lembrar um ano da morte do astro, o programa comemorou um ano do sucesso das dancinhas de Faro, o momento “Dança Gatinho”, que marcaram a virada do programa em ibope e repercussão na web.

No domingo, foi a vez de a Globo se beneficiar da imagem do rei do pop. O documentário This Is It, exibido após o Fantástico, registrou média de 20 pontos, ótimo resultado se for levado em conta que o filme foi ao ar das 23h17 à 1h17. No horário, a Globo costuma resgitar médias inferiores a 17 pontos.

Confira abaixo a performance de Faro como Michael Jackson.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.