Para citar Camus

Estadão

24 de setembro de 2010 | 20h50

o_estrangeiro_380.jpg

O escritor francês Albert Camus era um lapso no meu repertório. E talvez tenha sido a ansiedade por suprir esta falha literária (e não propriamente o interesse pelo espetáculo) que tenha me levado a ver a adaptação de O Estrangeiro para o teatro. Mas o monólogo interpretado por Guilherme Leme, que codirige a peça com Vera Holtz, é preciso, vigoroso e inquietante – tal como eu imaginava a obra original. Saí do teatro mais interessado em ler o livro e já um pouquinho vaidoso por ter esta montagem no meu repertório.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.