Lado mau

Estadão

09 de julho de 2010 | 12h00

medico_380

Um musical da Broadway mais sombrio que Cats e menos colorido que Hairspray, mas com a mesma grandiosidade dos dois. Jekyll & Hyde – O Médico e o Monstro ganhou também uma versão brasileira. Com versão de Cláudio Botelho (de A Noviça Rebelde) e direção geral de Fred Hanson (Miss Saigon), a superprodução estreia hoje (9) no Teatro Bradesco.

Baseada no livro do escocês Robert Louis Stevenson, a história se passa em Londres, no século 19, e narra o drama do médico Henry Jekyll, que, ao tentar curar a loucura do pai, cria uma fórmula para isolar o lado mau que existe em cada ser humano. Sem cobaias, ele mesmo testa sua invenção. O experimento não funciona e ele toma forma de Edward Hyde, seu alterego do mal.

O custo da produção é estimado em R$ 6 milhões, gastos principalmente em cenários, figurinos, efeitos especiais e um elenco experiente, com Nando Prado (Jekyll e Hyde), Kiara Sasso ( Emma, a noiva de Jekyll) e Kakau Gomes (Lucy, amante de Edward Hyde).

O figurino tem 150 peças assinadas por Fause Haten. “Não quis ver outras versões. Tive total liberdade de criação.” O estilista chegou a fazer testes para o musical Mamma Mia. Como ator/cantor. Em O Médico e o Monstro, passou como figurinista. (Carol Pascoal)