Amor de poeta

Estadão

07 de maio de 2010 | 14h34

noel_rosa_500

Se na vila o samba faz a lua nascer mais cedo, é bom que ela corra: é o último fim de semana para conferir Noel Rosa, Poeta da Vila e Seus Amores, no Teatro do Núcleo Bartolomeu. Dagoberto Feliz, que há anos encanta (com ou sem o nariz vermelho) o público, reconstruiu uma gafieira para dar vida à leitura que Plínio Marcos fez da vida do compositor Noel Rosa. Um elenco jovem, afinado e vigoroso faz deste um dos mais belos espetáculos em cartaz na cidade. Tomara que volte logo. (Guilherme Conte)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: