Adivinhe o autor

Estadão

02 Julho 2010 | 12h36

exodos_500

Há sempre um espetáculo de Shakespeare em cartaz. Na semana passada, por exemplo, estreou a versão de Aderbal Freire-Filho da tragédia Macbeth, com Renata Sorrah. Mas é raro ver Medida por Medida na programação. Encenada pela primeira vez em 1604, esta comédia sombria foi escolhida pelo Grupo Folias para uma montagem jovem. E pode soar como novidade.

A sinopse lembra a de uma farsa. Em um contexto de corrupção e libertinagem, o Duque de Viena incumbe um nobre rigoroso do controle cidade enquanto viaja. Mas o substituto se revela tão corrupto quanto seus governados, sem saber que o duque se mantém por perto, disfarçado de monge. Parece Molière, mas é Shakespeare.

O espetáculo integra o projeto Êxodos – O Homem Cordial, em que atores do elenco principal atuam como diretores. Medida por Medida ficou a cargo do ator Val Pires, que dirige 12 jovens artistas remanescentes de Querô – Uma Reportagem Maldita. “Ensaiamos um ano”, diz o diretor estreante. “É uma montagem ao mesmo tempo clássica e moderna, uma mistura”, acrescenta, sem detalhar suas escolhas estéticas.

O texto foi traduzido por Fabio Brandi Torres para a montagem. Com ajustes. “Pequenas aproximações”, explica o diretor, “para que o texto converse melhor com o público de hoje”. “Se não cabe na boca do ator, não cabe no ouvido da plateia”, argumenta o tradutor no material de divulgação. Então, mesmo que já conheça Medida por Medida, a peça pode parecer inédita para você.