Vida em Marte? Para a música isso nunca foi um grande problema.

Vida em Marte? Para a música isso nunca foi um grande problema.

A notícia não poderia ser melhor: a Nasa anunciou ter descoberto água corrente em Marte. Tudo bem, é água salgada, ao que tudo indica. Mas não faz mal. Se há água pode haver vida. Que tipo de vida? Não se sabe. Por ora, sabemos que o Planeta Vermelho já inspirou muitos artistas, entre escritores e músicos. Que essa inspiração só aumente para nosso deleite, os terráqueos.

Carlos de Oliveira

28 Setembro 2015 | 16h12

A Nasa, a agência espacial norte-americana, acaba de fazer ao mundo um anúncio maravilhoso: há água em Marte. Água salgada e corrente. Podemos extrapolar e dizer que, por isso, há vida em Marte? Não, ainda é prematuro. Mas seja como for, o caminho da vida fora da Terra, seja ela de que espécie for, está traçado.

A descoberta de água em Marte aguça a imaginação humana, idealiza marcianos e promete novas músicas.

A descoberta de água em Marte aguça a imaginação humana, idealiza marcianos e promete novas músicas.

Talvez nós, terráqueos, não estejamos mais condenados à solidão num universo tão vasto quanto a nossa incapacidade de decifrá-lo. Talvez os marcianos nem sejam os seres hostis com os quais H.G. Wells nos vem apavorando desde 1898, com seu A Guerra dos Mundos. Ou quem sabe os marcianos nem sejam tão verdes assim. Já especulam que, se existirem, serão apenas micróbios. Tanto faz.

Seguir a água – “A viagem a Marte ficou ainda mais fascinante. Agora é possivel que exista vida lá”, disse um comovido Michael Meyer, chefe do Programa de Exploração de Marte. “Nossa missão em Marte, nossa busca de vida no Universo, tem sido a de ‘seguir a água’. Agora temos evidências convincentes que validam o que temos suspeitado por muito tempo”, disse o astronauta John Grunsfeld.

Não, o blog Sonoridades não mudou de foco. Continua sendo um espaço para falar sobre música e a notícia sobre a existência de água em Marte remete a uma série de canções. Afinal, artistas, sejam eles escritores ou músicos, nunca duvidaram da existência de vida extraterrestre.

Elton John – Em 1972, Elton John e Bernie Taupin escreveram o clássico Rocket Man. A música fez sucesso mundial e foi baseada no conto The Rocket Man, do livro The Illustrated Man, de Ray Bradbury. Vale lembrar que tanto Elton John quanto seu parceiro Bernie Taupin retomaram dois temas que David Bowie havia desenvolvido em 1969 e 1971, com Space Oddity e Life on Mars? É bom registrar que em 1970 a banda Pearls Before Swinw já havia composto a sua Rocket Man, lançada no álbum The Use of Ashes.

rocket-man

O conto 'The Rocket Man', do livro 'The Illustrated Man', de Ray Bradbury: inspiração para Elton John.

O conto ‘The Rocket Man’, do livro ‘The Illustrated Man’, de Ray Bradbury: inspiração para Elton John.

A Rocket Man interpretada por Elton John tinha apelo bem mais pop, para não dizer comercial. Talvez por isso, tenha chegado ao segundo lugar nas paradas britânicas e ao sexto nas norte-americanas. Sua letra fala da solidão de um astronauta e das dificuldades de se criar filhos em Marte (Mars ain’t the kind of place to raise your kids.
In fact it’s cold as Hell…).

Read more: Elton John – Rocket Man Lyrics | MetroLyrics

Ouça Rocket Man, de 1972, com Elton John:

Ouça Life on Mars, de David Bowie, de 1971:

Marcianita e Elis – O Brasil não ficou para trás nessa corrida espacial rumo a Marte. Na verdade, fomos bem precoces. Em 1959/1960 o cantor Sergio Murillo lançou Marcianita, a história de uma garota de Marte, virtuosa, bem ao estilo das idealizações daquela época. Virou cult e foi cantada pelos Mutantes, por Caetano Veloso e por Léo Jaime. Nos anos 80 foi a vez de Elis Regina conversar com marcianos, na música Alô, Alô, Marciano, de Rita Lee. Contou a eles um pouco das nossas desventuras.

Ouça Marcianita, de 1959/60, com Sergio Murillo:

 Ouça Alô, Alô Marciano, com Elis Regina:

Agora que a água corre em Marte, ainda que salgada (e em córregos sazonais), está aberta a possibilidade para novas explorações espaciais e, quem sabe, para a fixação do homem no chamado Planeta Vermelho. No fundo, não há dúvidas de que isso acontecerá, mais tempo ou menos tempo. Que o tema musical dessa corrida seja de bom gosto. Para o alto e além. O céu não é mais o limite.