Para: Arthur Nogueira e Antonio Cícero

Para: Arthur Nogueira e Antonio Cícero

Roberta Martinelli

11 de novembro de 2016 | 13h39

Para Arthur e Cícero,

Queridos!
Que honra.
Arthur, que linda disco você fez para Cícero.
Cícero, que lindas músicas você fez pra gente.

 

aaaaa

Lindo encontro.
e que prazer poder conversar com vocês.
Quando eu falo que música não tem tempo e tento explicar é disso que eu falo, o encontro de vocês explica mais do que tudo que eu falo.

e vou escrever aqui uma frese que Cícero disse sobre arte:

““Eu acho que basicamente o que acontece é que numa obra de arte – quando é uma obra mesmo, quando é arte de verdade, num poema de verdade ou uma obra de arte de verdade, [isso] faz-nos entrar, aprender, apreciar o mundo de uma maneira diferente do que aquela que aprendemos. Normalmente, a nossa atitude diante do mundo tende a ser muito utilitária, a gente pensa para que é que serve, como é que se faz isso… Na obra de arte, você de repente aprende a ver de uma maneira completamente livre as coisas de que ela está falando.
Isso é como se você tivesse adquirido uma dimensão nova, uma maneira nova de ver o mundo. É como se o mundo adquirisse uma nova dimensão, fora dessa utilitária, que é o normal. É um ganho, isso enriquece a vida da pessoa”.

Obrigada demais aos dois por enriquecer nossa vida

Muitos beijos

Roberta

Tendências: