Versões de realidades

Versões de realidades

Oscar Quiroga

04 de dezembro de 2013 | 21h18

 

Das 21h18 de quarta-feira 4-12-13 até 3h33 de sexta-feira 6-12-13, horário de verão de Brasília, a Lua que cresce em Capricórnio está em sextil com Saturno, oposição a Júpiter, conjunção com Vênus e trígono com Marte. No mesmo período, Mercúrio ingressa em Sagitário.

Tua versão da realidade está em franco desmoronamento e isso, certamente, provoca ansiedade e temor, pois, o que poderia haver além dessa versão, especialmente por Tu não saberes ainda que é apenas uma versão?

Só é possível compreender que da realidade nós temos apenas uma versão limitada quando nos distanciamos o suficiente para observar, com equanimidade e equilíbrio emocional, o panorama mais amplo possível e nos inserirmos nesse.

E só é possível tomar esse distanciamento no dia em que nossas versões particulares sobre a realidade desmontam, quando superamos a ansiedade e o temor que isso provoca.

Depois dessa versão e aproveitando seu desmoronamento, Tu construirás uma nova, mais ampla e espaçosa, onde caiba mais diferenças, que Tu conciliarás em tua alma.

As nossas versões particulares da realidade servem para navegarmos no infinito, são bolhas existenciais nas quais levitamos no Universo, imaginando que são sólidas, feitas de tradições milenares às vezes, objetivas e muito claras. Porém, são meras bolhas existenciais que viram pó e olvido.

Tua versão da realidade está em franco desmoronamento porque o momento de nossa humanidade é de muita importância, a consciência coletiva se tornou capaz de compreender mais, de aceitar mais, e isso empurra a tarefa de modificar a versão da realidade a todas e a cada uma das pessoas.

Faze a tua parte, evita te deter a choramingar porque tua versão da realidade desmorona, não estás só nisso nem tampouco haveria algo a lamentar por isso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: