Veneração da beleza

Veneração da beleza

Oscar Quiroga

04 de julho de 2013 | 06h23

 

Às 6h23 de quinta-feira 4-7-13 a Lua que míngua ingressou em Gêmeos e está em quadratura com Netuno até 16h49, horário de Brasília.

Nunca desistas de admirar a beleza e venerar a perfeição, a despeito de tua alma estar rodeada de pessoas cujas mentes vigiam e punem qualquer movimento nesse direção, ou porque se sentem diminuídas, inseguras ou até porque já faz tanto tempo que se sentem assim que se esqueceram da origem de seus tormentos e se dedicam atualmente com afinco e despudor a torturar seus semelhantes, quando percebem que admiram a beleza e veneram a perfeição.

Não se deve pedir licença a ninguém para contemplar a natureza com paixão, não é um comportamento errado que os olhos se virem na direção de uma pessoa bela, desde que esse olhar não tenha pretensões de profanar essa beleza, apenas de contemplá-la e absorver dela, à distância, seus eflúvios sublimes.

A consciência de nossa humanidade andou navegando baixo, muito baixo, rente ao lamaçal de idéias perversas, mas pode se redimir a todo momento, se rendendo diante da beleza, da perfeição, seja através de um par de olhos, de lindas curvas num corpo, de gestos cordiais, de um amanhecer, da chuva, das obras de arte dos grandes mestres, enfim, a lista é enorme, muito maior do que a da abjeção.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.