Tudo passa

Tudo passa

Oscar Quiroga

09 de julho de 2013 | 07h49

 

Às 7h49 de terça-feira 9-7-13 a Lua ainda Nova ingressou em Leão e está em quadratura com Saturno e trígono com Urano até 8h44 de quarta-feira 10-7-13, horário de Brasília. No mesmo período, Sol e Mercúrio em conjunção.

E chega aquele momento em que mentalmente estamos tão confusos que nada nos parece certo, questionamos nossos passos, os quais, apesar de nos ter trazido até aqui e agora, e isso não é pouca coisa, não, mas os questionamos assim mesmo, pois não vemos a graça de estarmos no aqui e agora.

Essa constatação não é apenas um vento depressivo do destino, é algo além, pois nesse estado desorientado de não sabermos mais o que queremos e de não vermos graça no que conquistamos, por trás disso há Algo Maior, pois se não houvesse Algo Maior, como poderíamos apequenar tudo que fizemos?

Porém, está tão oculto esse Algo Maior, está tão perto e ao mesmo tempo tão longe…

Os pequenos afazeres parecem tarefas que só titãs conseguiriam desempenhar.

E na tentativa de se sobrepor a tão densas nuvens a mente afirma a si mesma que isso é passageiro, mas o sentimento é oceânico, parece não ter fim.

E no entanto, é passageiro…

Passa, como tudo passa…

Agora você vê dificuldade em tudo, daqui a pouco você vê que isso não passava de um estado de ânimo conturbado, que as mesmas coisas que promoviam horror se transformam em produtoras de delícias.

Tudo passa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.