Tudo muda

Tudo muda

Oscar Quiroga

21 de agosto de 2013 | 01h44

 

À 1h44 de quarta-feira 21-8-13 a Lua ainda Cheia ingressou em Peixes e está em conjunção com Netuno, trígono com Saturno e sextil com Plutão até 16h56, horário de Brasília. No mesmo período, Júpiter e Urano em quadratura.

As coisas mudam, é inevitável, e suas mudanças respondem às sementes plantadas no início e durante o processo de germinar ainda outras são plantadas junto com as que desabrocham e se desenvolvem. O processo do destino é complexo e sofisticado, só a visão divina o percebe e compreende em toda sua abrangência.

Nós, por aqui, de entendimento limitado, sentimos que as ondas desse mistério nos carregam de um lugar a outro sem podermos fazer nada. As almas mais indolentes e preguiçosas, que nem sequer pretendem entender alguma coisa do destino, são levadas e trazidas por esse oceano infinito que é a Vida.

Em algum momento, enfastiados de sermos carregados sem eira nem beira, nos agarramos a alguma qualquer coisa que flutue e começamos a navegar esse oceano infinito de Vida, até chegar o momento de fazê-lo com tanto respeito e destreza que o destino não mais nos carrega, nós o navegamos.

Porém, nem tudo pode ser dominado, há forças maiores que nossas pequenas pranchas de surfe não são aptas a navegar.

Aí percebemos que as coisas mudam, independentes de nossas vontades.

Entregar-se a isso é a atitude sábia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: