Tua mente

Tua mente

Oscar Quiroga

26 Janeiro 2014 | 01h13

 

À 1h13 de domingo 26-1-14 a Lua que míngua ingressou em Sagitário e está em quadratura com Netuno, sextil com Sol, trígono com Urano, sextil com Marte e Mercúrio até 20h02 de segunda-feira 27-1-14, horário de verão de Brasília.

Tua mente é o arco que retesa e os pensamentos são as flechas que a força de vontade lança ao futuro.

Afortunadamente, ainda não sabes como dotar de sopro vital todos os pensamentos que pensas. Melhor assim, porque de outra forma teu futuro estaria tão cheio que não terias tempo de viver tudo que pensas. Além do quê, nem valeria a pena, pois nem sequer sabes o que pensas.

Porém, uma coisa é certa, ainda que não saibas o que pensas, ainda que careças da capacidade de dotar de sopro vital todos teus pensamentos, mesmo assim pensas e tua mente lança esses pensamentos ao futuro.

Cada momento que vives já foi futuro outrora e, por isso, reencontras muitos desses pensamentos que lançaste, mas como tua mente é dispersa, não os reconheces, ou no máximo te dá essa sensação de déjà-vu.

Porém, agora sabes, Tu podes lapidar teu futuro com a força de teus pensamentos, mas para isso terás de aprender a pensar direito, terás de manobrar com destreza tua mente e, ainda mais, terás de saber como dotar de sopro vital teus pensamentos através da força de vontade.

E se isso fosse pouco, terás de utilizar todo teu veículo físico para coordenar atitudes, pensamentos, emoções e todas as conexões sociais para que o que pensaste um dia se transforme em realização.

Por isso, se supões que com a força do pensamento está tudo resolvido, te decepcionarás, correrás o risco de te convencer de isso tudo ser mentira, só porque fizeste apenas uma pequena porção de todo o trabalho envolvido.

Sim, não te iludas! Lapidar teu futuro com a força do pensamento não te livra de trabalhar.

Neste solitário instante começa a se decidir teu futuro, na intimidade de teus pensamentos se cozinha aquilo que se transformará, como agora, num momento presente.

Não percas tempo! Aceita a aventura, que é a própria vida, assume a ousadia e o entusiasmo de ser tua alma o centro crítico do destino, e não te enganes com ilusões simplórias, o caminho é complexo e é mais fácil se perder do que se encontrar.

Muitos caíram no conto das facilidades e engrossaram a fila das almas decepcionadas.