Transforma o mundo

Transforma o mundo

Oscar Quiroga

23 de maio de 2014 | 13h01

 

Às 13h01 de sexta-feira 23-5-14 a Lua que míngua ingressou em Áries e está em sextil com Sol, oposição a Marte, quadratura com Plutão, conjunção com Urano, quadratura com Júpiter, conjunção com Vênus e sextil com Mercúrio até 12h58 de domingo 25-5-14, horário de Brasília. No mesmo período, Júpiter e Saturno em trígono.

O resultado de teus atos te segue por toda a eternidade como os patinhos seguiriam à mamãe pata, não podes te livrar deles e quanto mais força fizeres para ignorá-los, mais esses te instigarão até lhes prestares a devida atenção para que, afinal, libertes a vida que aprisionaste nessas formas.

Interiormente, Tu reconheces tudo que precisas fazer por ti e pelas pessoas que estão dentro de teu círculo de influência e, às vezes, por puro enfado e impaciência, tomas atitudes rompantes para tentar, de uma tacada só, fazer o que a Vida te pede. Isso significa avanço, mas em geral essas atitudes rompantes deixam mortos e feridos pelo caminho afora, efeitos colaterais dos quais depois Tu te arrependes.

A Vida é uma experiência complexa, aceita isso logo de cara para, pelo menos, não cair mais na tentação de que de uma tacada só poderias resolver todas as equações que se apresentam e, assim, continuarias agindo dentro dessa complexidade da melhor maneira possível.

Tu não precisas testar o alcance de teu poder nem tampouco continuar te afirmando diante de outras pessoas para confirmar que és livre e independente. Tu precisas começar a utilizar todo teu poder e independência para irradiar uma influência transformadora neste mundo. Ou por ventura não é esse o mundo que enche tua mente de críticas, porque discordas da maioria dos acontecimentos?

Dá um passo além das críticas, essas, francamente, não servem para nada a não ser te congregares com a turma dos enfadados a elaborar opiniões sobre o que farias se tivesses poder.

Poder já tens, só precisas começar a usá-lo, dedicando esse tempo em que te envolves nas críticas a arregaçar as mangas e agir, pois é pela ação bem organizada e planejada, assim como também persistente, que esse mundo se transformará.

Te livra, antes de tudo, do que te acossa, porque é resultado de tuas ações passadas. Faze isso com elegância e amor, reintegra a vida que está presa nesses resultados ao Universo.

Ao mesmo tempo, começa a fazer, dia a dia, algo concreto que transforme o mundo naquele ideal que te faz o coração arder de vontade de realizá-lo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.