Superficialidade também tem sua hora

Oscar Quiroga

21 de janeiro de 2012 | 10h31

Das 10h31 de sábado 21-1-12 até 10h02 de domingo 22-1-12, horário de verão de Brasília, a Lua quase Nova de Capricórnio está em sextil com Vênus e conjunção com Mercúrio. No mesmo período, Sol está em sextil com Urano e quadratura com Júpiter.

Há espaço e tempo propícios para a superficialidade, pois ainda que tudo seja feito de magnitudes tão impressionantes que a alma humana se veja obrigada a fazer reflexões profundas e necessárias a maior parte do tempo, afinal ninguém é de ferro e também se precisa encontrar formas de viver superficialmente, sem obrigação de pensar em nada.

Isso é propício agora, mas nunca será propício consagrar a existência inteira a viver assim.

Eventualmente, como agora, se pode exagerar um pouco a dose nos elementos narcóticos para simplesmente se divertir e passá-la bem na companhia de outras pessoas que saibam se comportar da mesma forma com leveza, sem perder a cabeça nem criar situações constrangedoras e perigosas por isso.

A própria realidade da superficialidade não comportaria perigos, pois esses já seriam indicativos de reflexões mais profundas.

Não tenha pudor de praticar a superficialidade, desde que essa não seja seu meio preferencial de vida. A superficialidade eventual pode ser importante doadora de alegria e essa virtude sempre será essencial no caminho de progresso espiritual de nossa humanidade.

Próximo boletim será publicado às 10h02 de 22/1/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.