Simultaneidade

Simultaneidade

Oscar Quiroga

07 de agosto de 2014 | 12h04

 

Às 10h38 de quinta-feira 7-8-14 a Lua que cresce ingressou em Capricórnio e está em sextil com Netuno e Marte, conjunção com Plutão, quadratura com Urano, sextil com Netuno e oposição a Vênus até sábado 9-8-14, horário de Brasília. No mesmo período, Sol e Mercúrio em conjunção, ambos em quadratura com Saturno e trígono com Urano.

Não tem jeito! Vais ter de aceitar que as coisas boas venham misturadas às ruins e fazer com esses ingredientes o melhor que puderes.

A parte mais engraçada de tudo que está em andamento, para não dizer trágica, é que não saberás ao certo quais são as boas e quais as ruins, porque Tu podes te confundir com a aparência.

Às vezes isso acontece, não por falta de inteligência, mas por excesso dessa, que se sente tão segura de si e viaja nos braços de argumentações brilhantes e sofisticadas, que se esquece de verificar a procedência e qualidade dos acontecimentos, se deixando seduzir por brilhos que, depois de revelados, se mostram fraudulentos.

Por isso, aceita a duplicidade de tudo que acontecer neste período, o paraíso e o inferno andam de mãos juntas, e talvez seja a hora certa de suspeitar que isso seja sempre assim, pois tal qual o Livro das Mutações bem ensina, as coisas estão sempre se transformando umas nas outras.

A peculiaridade deste momento é a simultaneidade, talvez só para deixar nossa humanidade um pouco mais enlouquecida, como se algo assim lhe faltasse.

Muita presença de espírito para suportar o embate dessa simultaneidade!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.