Sensualidade

Sensualidade

Oscar Quiroga

22 de dezembro de 2012 | 16h26

Às 16h26 de sábado 22-12-12 a Lua que cresce ingressou em Touro e está em sextil com Netuno, oposição com Saturno e trígono com Plutão até 10h35 de domingo 23-12-12, horário de verão de Brasília. No mesmo período, Vênus e Júpiter estão em oposição.

O cenário é de exageros sensuais, e certamente não faltarão candidatos a participar ativamente dessa peça, mesmo que trabalhando de graça.

Nossa humanidade é faminta de sensualidade, é nessa linha que empenha suas fantasias e o poder de sua imaginação.

Antes de vocês me tomarem por puritano, deixa explicar que não tenho nada contra a sensualidade, muito pelo contrário, a incentivo, pois é por meio dos sentidos físicos que se conhece a realidade objetiva.

Porém, não só de objetividade é feita nossa realidade, mas também de toda a subjetividade e da teia transcendental que sustenta e permeia o infinito Universo.

Agora é tempo de sensualidade e nossa humanidade aposta todas suas fichas nessas. Só comento que apreciaria ver nossa humanidade apostando com tanto empenho suas fichas quando o tempo for propício a elevar-se acima da sensualidade e aproximar-se conscientemente do divino para que uma Vida mais abundante e sublime possa ser experimentada aqui na Terra também.

Nessa hora, os milhões que se lançam ao abraço da sensualidade são tomados de preguiça e argumentam que estão com o tempo ocupado com outros afazeres.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.