Prosperar é como fazer manteiga

Oscar Quiroga

11 de abril de 2012 | 23h33

Das 23h33 de quarta-feira 11-4-12 até 17h44 de quinta-feira 12-4-12, horário de Brasília, a Lua que míngua em Capricórnio está em conjunção com Plutão e trígono com Júpiter. No mesmo período, Mercúrio e Saturno estão em quincunce.

A decadência infalível do sistema que rege atualmente a circulação (ou deveria dizer não-circulação) de riquezas no mundo é motivo de celebração, pois apesar de que acena com notícias terríveis para que continuemos nos envolvendo em terror e apreensão a respeito do nosso futuro e o de nossos filhos, na prática significará que trabalhando e fazendo o que de melhor saibamos fazer a prosperidade será garantida.

Prosperar é como fazer manteiga, você precisa bater e bater o leite e continuar batendo a despeito de parecer que nada acontece, porém, se desistir no meio por não ver resultados você perderia todo o trabalho. Continue batendo o leite porque de uma hora para outra o leite vai coalhar e, como por artes mágicas, a manteiga será possível.

Prosperar também é assim, a maior parte do tempo você se esforça e parece que tudo dá em nada, mas desde que você siga seus sonhos e dê o seu melhor a todo momento, sua alma continuará batendo na tecla da prosperidade e, de forma acumulativa, em algum momento, de uma hora para outra, os resultados concretos serão percebidos e desfrutados.

Que o mundo vá para o inferno! Pois fez de nossas existências em particular um inferno, nos ensinou que a dívida seria nossa principal fonte de recursos e, também, que o medo seria a única maneira de evitar problemas e vivermos felizes. Como resultado tivemos o oposto, as dívidas nos empobreceram, moral e materialmente, e o medo nos diminuiu como seres humanos.

Prosperar é funcionar dentro do alcance das possibilidades, sem dívidas, sem sustentar os bancos com nosso suor e esforço. Prosperar é viver destemidamente, tendo consciência de que perder ou ganhar são situações temporárias, e que a verdadeira prosperidade está além desses contrastes, essa prosperidade é criarmos um mundo melhor para nós mesmos e para aqueles que virão depois de nosso falecimento.

Que o mundo atual retorne ao inferno de onde veio e que nós continuemos produzindo o mundo melhor e maior com que sonhamos!

Próximo boletim será publicado às 17h44 de 12/4/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.