Pensar em si – Pensar nos outros

Oscar Quiroga

10 de janeiro de 2012 | 16h22

Das 16h22 de terça-feira 10-1-12 até 15h49 de quarta-feira 11-1-12, horário de verão de Brasília, a Lua que míngua em Leão está em quincunce com o Sol.

Se todo mundo pensasse apenas em si, o mundo se encheria de caciques e não haveria índio nenhum para receber as ordens. Na prática, isso significaria um coro incessante de reclamações, algumas odientas e iradas, muitas lamurientas, mas todas tendo em comum a mesma fonte, pensar apenas em si, nos próprios desejos e satisfações sem importar-se com o que isso empurraria aos próximos ou se lhes alteraria negativamente a vida.

Se o Universo pensasse somente em si tudo deixaria de existir, a própria existência desse é um exemplo de abnegação e solidariedade.

Quando a alma humana entra em SINCRONIA com esse processo e se atreve a pensar menos em si e mais nos outros, um oceano de graça circula pela sua presença e recebe tudo que de outra forma seria difícil.

Ou seja, quanto menos uma pessoa pensa em si e mais pensa no bem-estar alheio, mais graças ela recebe da Vida.

Quanto mais uma alma pensa exclusivamente em si e nada nos outros, mais desgraçada ela se torna e mais desgraça, coincidentemente, acontece ao seu redor.

Próximo boletim será publicado às 15h49 de 11/1/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.