Paradoxalmente, hoje é o dia do descanso!

Paradoxalmente, hoje é o dia do descanso!

Oscar Quiroga

02 de maio de 2012 | 07h59

2-5-12 – quarta-feira – Das 7h59 até 23h05, horário de Brasília, a Lua que cresce em Virgem está VAZIA.

Dia de descanso é hoje!

Realmente, se você é do tipo que aprecia teorias da conspiração, então ganhe aqui alguns argumentos fortes para arraigar ainda mais essa inefável certeza de haver movimentos intencionais para nossa humanidade se desorientar, já que desorientada e temerosa seria mais fácil de dominar.

Acontece que teoricamente o dia de descanso foi ontem, mas no que dependia dos aspectos astrológicos, ontem deveríamos todos ter honrado o dia internacional do trabalho com trabalho e não com descanso.

Enquanto isso, o dia do descanso ficou para hoje, já que a Lua cresce VAZIA em Virgem praticamente o dia todo.

Talvez não seja possível você desmarcar compromissos e se entregar ao “dolce far niente”, porém, nem isso deve servir para alimentar angústias e ansiedades.

Aproveite e assuma um posto de observador interior e testemunhe a infindável corrente de trapalhadas que nossa humanidade desempenha em momentos como o atual, quando a agenda civilizada manda fazer uma coisa que o céu em que todos nos movimentamos e somos não poderia proteger nem incentivar.

Interiormente, nossas intuições confirmam que deveríamos parar tudo e nos dedicar à sagrada arte da despreocupação, mas vai explicar isso ao seu chefe!

As engrenagens da civilização não se detêm, porque não foram feitas para servir ao humano, estão lubrificadas com a ideologia de que a espécie humana deve servir ao processo industrial, administrativo e sociológico. Ou seja, na prática este mundo em que vivemos não foi feito para a gente, mas sustentado sobre a ideologia da escravidão.

O dia da desforra, contudo, está se aproximando, a cada dia que passa mais e mais pessoas percebem o absurdo da realidade, essa mesma que se gaba de moderna e sofisticada porque cheia de aparelhos e quetais.

O mundo que nós precisamos é um que sirva a propósitos elevados a maior parte do tempo, diferente do atual, que se encarrega de enterrar esses elevados propósitos sob a suposta necessidade de endividamentos para ficarmos bem na foto.

 

Próximo boletim será publicado às 23h05 de 2/5/12


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.