O que der na telha

O que der na telha

Oscar Quiroga

28 de fevereiro de 2014 | 11h53

 

Às 11h53 de sexta-feira 28-2-14 a Lua ingressou em Peixes e completa sua fase NOVA em conjunção com Netuno, trígono com Júpiter, sextil com Plutão, trígono com Saturno e sextil com Vênus até 8h04 de domingo 2-3-14, horário de Brasília. No mesmo período, Sol e Júpiter em trígono, Marte inicia retrogradação.

Seja de um jeito claro e direto, ou obscuro e retorcido, Tu farás o que te der na telha e nada além.

Por que finges, então, que não consegues fazer o que desejas?

Tua queixa não procede, se quiseres continuar a queixa, então retifica-a e diz, não consigo satisfazer meus desejos com a urgência que esses propõem!

Isso sim é real, mas precisas assumir que de um jeito ou de outro, só fazes o que queres, mesmo e inclusive quando te convences de que não fazes o que queres porque segues ordens de outras pessoas e sacrificas teus quereres. Isso também é fazer o que queres e nada além.

Precisas, isso sim, afinar melhor tua consciência com esses quereres, ou pensas que por teus quereres agirem na surdina do inconsciente seriam por isso menos teus do que se os mantivesses na consciência?

Assume logo, Tu só fazes o que queres!

Dentro da prisão ou fora dessa, em relacionamentos que te constrangem ou te libertam, com a alma envolvida em tarefas abomináveis ou sublimes, de um jeito ou de outro, Tu sempre fazes o que queres, porque essa é a experiência humana, encontrar um jeito de, cedo ou tarde, fazer o que quer e nada além.

Renova, por isso, tua atenção e assume o que acontece como tua obra, pois imaginar que estás aí como resultado de forças misteriosas é uma forma muito retorcida de conhecer a ti mesmo.

Neste momento tudo se amplifica e te encontrarás cara a cara com teu destino, o resultado de teus quereres.

Gostares ou não do que enxergares, a obra é tua, melhor assumir a pater-maternidade.

Tu és o filho de ti mesmo, feito a tua imagem e semelhança.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.