O novo ciclo de riquezas

Oscar Quiroga

15 de março de 2012 | 17h53

Das 17h53 de quinta-feira 15-3-12 até 4h12 de sexta-feira 16-3-12, horário de Brasília, a Lua quarto minguante de Capricórnio está em trígono com Marte, conjunção com Plutão e trígono com Júpiter e Vênus também.

Tenha certeza que um novo ciclo de riquezas está em andamento e como há um grupo verdadeiramente pentelho e retrôgrado que não tem a mínima intenção de largar o poder que detém há milênios, a coisa está mais para uma guerra absoluta do que para se ver claramente o que é, a nova onda de riquezas se espalhando livremente através de nossa humanidade.

Você tem pleno direito de participar dessas riquezas, a miséria é um artifício infame destinado a desaparecer. Por isso, se não quiser ficar para trás, pense nas riquezas que deseja para si, mas pense principalmente que para essas riquezas não destruírem você e as pessoas que você ama, será necessário formulá-las para serem distribuídas e não acumuladas.

Quem tiver mais riquezas será responsável por maior distribuição, assim é o espírito do novo ciclo de riquezas.

Na prática, é a antítese do ciclo de riquezas que está se encerrando.

Se essa mudança levar ainda algumas centenas de anos… Considere isso irrelevante, pois é infalível o processo de transformação, e este se desenvolve através das pequenas mudanças, e você pode participar desse desenvolvimento, pensando em suas riquezas no novo formato, no da distribuição, para que não falte nada a ninguém, e para que quanto mais você distribuir, mais haverá também para ser distribuído.

Vale a pena fazer o aparte aqui que quando se afirma distribuição não significa sair dando dinheiro por aí, mas criar condições concretas para que os semelhantes participem das riquezas através de museus, escolas, fundações, hospitais e por aí vai a longa lista de possibilidades.

Este é o pesadelo dessa turma pervertida que detém o poder atualmente, é a turma que abomina a distribuição, goza pervertidamente com a acumulação indevida e ilegal, sob a invenção da miséria alheia.

Esta turma pervertida não é de direita, não é de esquerda, não é do primeiro mundo, nem do segundo nem do terceiro, é uma turma que não tem pátria e nem sequer sangue, são todos excomungados. A Vida da vida não mais os contempla, são mortos-vivos, mas que ainda conseguem fazer barulho e conspirar.

Não se preocupe, não perca seu tempo tentando desvendar suas conspirações, fique no lado do Plano do Altíssimo, que é muito melhor estrategista que essa turma de pervertidos.

Próximo boletim será publicado às 4h12 de 16/3/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: