O mundo e além

O mundo e além

Oscar Quiroga

04 de dezembro de 2013 | 04h50

 

Às 4h50 de quarta-feira 4-12-13 a Lua que cresce ingressou em Capricórnio e está em sextil com Netuno, quadratura com Urano e conjunção com Plutão até 21h18, horário de verão de Brasília.

Junções, injunções, disjunções e conjunções se alternam, combinam, des-combinam e misturam em proporções notáveis a uma velocidade impressionante, na velocidade do pensamento, é assim que o mundo funciona, o mundo existe por isso.

Te angustias com isso? Gostarias que o mundo parasse que Tu desceres? Pedir o impossível não vai facilitar, pois, como poderias não participar do mundo se esse não é uma entidade exterior a ti? As junções, injunções, disjunções e conjunções acontecem o tempo inteiro em ti também.

Pensa apenas que nada disso seria possível se não houvesse um fio condutor que conecta tudo com tudo. Este é um pensamento que hoje em dia é aceito com naturalidade, e isso a despeito de não ser ainda possível perceber de forma clara essa interconexão de tudo com tudo. Cem anos atrás este pensamento não passava de um disparate.

É possível discordar porque há um fio de meada que une e permite a discordância.

A base de tudo está na união, e para percebê-la e vivenciá-la, Tu chegaste até aqui com teus próprios passos e com teus próprios olhos tens de perceber e vivenciar o regozijo da união assim como também o inferno de nada ter a ver com nada e Tu teres de conviver com pessoas e condições que não se encaixam de jeito algum em tua visão de mundo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: