O Mapa de nossa posição

O Mapa de nossa posição

Oscar Quiroga

20 de dezembro de 2012 | 05h44

Às 5h44 de quinta-feira 20-12-12 a Lua quarto crescente ingressou em Áries e está em conjunção com Urano, trígono com Vênus, quadratura com Plutão e sextil com Júpiter até 22h54, horário de verão de Brasília.

Querendo um mundo novo, nossa humanidade terá de inventá-lo, pois esse que despreza é seu invento também.

O Universo é um oceano de Vida que circula através de suas entidades; galáxias, sistemas solares, planetas, reinos da natureza, indivíduos, órgãos, moléculas e átomos; do infinitamente grande ao infinitesimalmente pequeno, tudo é interdependente porque tudo serve a essa circulação.

Nesse tabuleiro cósmico há especializações, nosso sistema solar é capaz de fazer circular a vida amorosa, não necessariamente romântica, como fica evidente, mas o amor da caridade, porém, não o da esmola, a caridade amorosa que contempla a convivência de todas as diferenças.

Nosso planeta Terra é capacitado a oferecer substrato para que todas as experiências possam ser testadas.

E nossa humanidade está no meio, exatamente no meio caminho entre o invisível infinito e a definida concretude, sendo capacitada a produzir harmonia por meio do conflito.

Cada indivíduo humano terá, ainda, de descobrir seu método particular, mas considerando sempre que por ser humano deve criar harmonia através do conflito num planeta destinado a ser campo aberto a todas as experiências, num sistema solar que contempla todas as diferenças.

Este é o mapa, agora se oriente e faça o melhor com tudo isso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.