O laboratório

O laboratório

Oscar Quiroga

27 de agosto de 2013 | 20h09

 

Às 20h09 de terça-feira 27-8-13 a Lua ingressou em Gêmeos onde completa sua fase quarto minguante em quadratura com Netuno e Mercúrio, e trígono com Vênus até 1h46 de quinta-feira 29-8-13, horário de Brasília. No mesmo período, Marte ingressa em Leão, Mercúrio e Plutão em trígono.

O bom, belo e verdadeiro que há em você há de crescer e se multiplicar enquanto que o de mau, feio e mentiroso que também há em você há de minguar e perder seu encanto até se extinguir ou se tornar irrelevante.

Somos imperfeitos não por ser esse nosso destino inexorável, mas por pura indolência. Em nome da indolência não nos trabalhamos o suficiente, não nos aperfeiçoamos diante das oportunidades.

Às avessas, desejosos de sermos perfeitos, exaltamos nossas dores e sofrimentos, como se cada um de nós fosse o melhor sofredor entre o céu e a terra. Olhai! Eu sofro melhor!

Argumentamos com inteligência insuperável para atrair a atenção sobre nossas neuroses, como se algo de glorioso houvesse nessas.

Enquanto isso, o bom, belo e verdadeiro que há em nós aguarda por incentivo e motivação, que nunca virão automaticamente, terão de ser trabalhadas diariamente no laboratório da vida.

Laboratório é o local de trabalho, mas também é o local onde se ora.

Trabalha, ora e te eleva.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: