O esforço do desmerecimento

O esforço do desmerecimento

Oscar Quiroga

06 de maio de 2013 | 17h57

Das 17h57 de segunda-feira 6-5-13 até 9h42 de terça-feira 7-5-13, horário de Brasília, a Lua que míngua em Áries está em quadratura com Plutão e sextil com Júpiter. No mesmo período, Mercúrio e Plutão em trígono.

Desmerecer o esforço alheio não fará de você uma pessoa melhor, nem tampouco dará a você o destaque buscado, o brilho não se pode roubar, se constrói pelo próprio empenho ou simplesmente não existe.

Aviso aos papagaios de pirata e aos opinadores e comentadores profissionais, que por impulso desenfreado desmerecem com suas publicações de rodapé o que não lhes agradar, ou pior, o que invejarem e cobiçarem sob o manto do desagrado.

O regozijo com que as pessoas buscam degradar, através de detectar contradições nos discursos e atos dos semelhantes, principalmente daqueles que se encontram em destaque, revela a vontade de desmerecer o esforço alheio, mas principalmente denota um esforço constante de encontrar argumentos que legitimem a pouca vontade de eles e elas se esforçarem para serem pessoas melhores.

Em alguma curva do caminho damos de cara com essa nossa atitude tola e contraproducente, e aí temos de aceitá-la para desintegrá-la, ou um novo recalque a consolidaria como hábito, e o tempo faz de todo hábito uma parte constituinte do caráter, até que se esquece o fio da meada e o caráter se transforma em destino, um que serve de alimento para suas queixas, o destino que supostamente autorizaria você a se sentir um gênio incompreendido, que sempre leva a pior enquanto todo o resto leva a melhor.

Exorcize de uma vez essa tolice, olhe-a fundo nos olhos para que tema sua presença e saia correndo com o rabo entre as pernas.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.