O DNA autoritário

O DNA autoritário

Oscar Quiroga

13 de agosto de 2012 | 21h26

Das 21h26 de segunda-feira 13-8-12 até 5h22 de quarta-feira 15-8-12, horário de Brasília, a Lua que míngua em Câncer está em quadratura com Marte e Saturno.

Armando e andando, este é o espírito do momento.

Os inconformados com o andamento das coisas que se façam presentes! Pois nas frestas entre um resmungo e outro, achando inaceitável que as coisas se apresentem do jeito que lhes é inerente, iniciam um novo ciclo de manipulações, dessa vez com tonalidade sórdida.

Ou por acaso nossa humanidade não é capaz de distorcer as coisas para que essas se encaixem nos parâmetros de sua conveniência, a despeito de isso ferir princípios sem os quais a civilização nem sequer mereceria esse nome?

A toda hora se vê por aí o sinal claro de que o DNA do autoritarismo continua se reproduzindo com absoluta naturalidade, sempre posando de salvador, sempre se investindo de pureza e ética, mas na prática atropelando tudo e todos para impor sua estreita visão, que é a do interesse de poucos em detrimento do beneficio dos muitos.

A barriga se contorce de nojo diante dessa patético panorama, mas é melhor que se mostre assim, claro e amplo, para oferecer a oportunidade de aqueles que se autodenominam guerreiros da luz iniciarem o processo para o qual nasceram, e sem o qual não mereceriam esse nome e suas existências seriam reduzidas a uma patética paródia.

Que tudo se mostre, então, gosmento, nojento e revoltante, para que a necessária luz sobrevenha e, na melhor das hipóteses, redima os erros de nossa humanidade, mas na pior delas, que os destrua simplesmente, sem mais nem menos.