O anseio

O anseio

Oscar Quiroga

26 de abril de 2014 | 07h01

 

Às 7h01 de sábado 26-4-14 a Lua que míngua ingressou em Áries e está em oposição a Marte, quadratura com Plutão, conjunção com Urano e quadratura com Júpiter até 8h02 de domingo 27-4-14, horário de Brasília. No mesmo período, Sol e Mercúrio em sextil com Netuno.

E o fim de semana chegou e tua alma busca freneticamente nesse a perspectiva de conseguir, finalmente, coçar essa coceira da alma que é a insatisfação, coceira movediça e errática, daquelas que quando você põe os dedos para coçar muda de lugar e você a busca, mas a coceira está sempre um passo à frente.

Que saco! Tua alma está a mil, disposta a tudo para viver experiências que estejam à altura dos mais elevados requerimentos, tua alma quer ser a maior e melhor por um instante, corroborando que a sensação interior não seja uma fantasia, mas sinal divino, o céu interior se abrindo para o mundo e Tu sendo o portal que ilumina.

Quem poderia te criticar por sentires isso? Ninguém! Nossa consciência registra essa, que pode ser apenas uma viagem na maionese, mas, afinal, se toda nossa humanidade busca ardorosamente ser bela, vibrante, famosa e iluminadora, há de haver algo de real em tudo isso.

Talvez tenhas de ajustar um pouco essa perspectiva, não por diminui-la, mas porque provavelmente um final de semana seria pouco para tão ambicioso projeto.

Tu estás aí, com o coração sangrando de desejo, aguardando pelo ponto sem retorno em que te lances na direção desse destino do tamanho do Universo que pressentes ser o teu.

Como sentirias diferente, se Tu és o Universo e o Universo é em ti?

É tudo verdade, mas tão verdade quanto isso é que precisas preparar o terreno de atuação de forma sistemática, porque se o Universo acontece tudo de repente num só final de semana, isso seria destrutivo. Não, precisas ir te preparando todos os dias de tua existência para teu destino grandioso, que talvez não dure mais do que um instante, mas que valerá pelos milhares de todos os outros instantes de banalidade e de espera ansiosa.

Vê só! Estás aí, respirando, com o coração sangrando de ansiedade por algo grandioso! Te prepara todos os dias para isso, esse anseio não é uma viagem na maionese, é o Universo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.