O ano novo já começou a ficar velho

Oscar Quiroga

05 de janeiro de 2012 | 08h45

Às 8h45 de quinta-feira 5-1-12 a Lua que cresce ingressou em Gêmeos e estará em sextil com Urano e quincunce com Plutão e Sol até 15h50 de sexta-feira 6-1-12, horário de verão de Brasília.

O ano é novo, mas os motivos de irritação são os de antigamente, sempre os mesmos!

O ano é novo ainda, mas as atitudes são velhas, muito velhas, próprias de uma humanidade que resiste a processar a devida metamorfose da alma para aproximar-se da divindade e afastar-se da brutalidade.

O ano é novo, mas o egoísmo arcaico de nossa humanidade viceja tomando todo o espaço que poderia ser consagrado a todos sermos melhores, maiores, brilhantes, belos e sábios.

Pois bem, se a irritação surgir e para contra-arrrestá-la, em primeiro lugar não finja que essa acontece por culpa do que as pessoas fazem ou dizem, pois quem se irrita é você e não elas.

Em segundo lugar, assumindo total responsabilidade sobre sua própria irritação, procure revertê-la em seu benefício, se convencendo de que por trás dessa há uma força luminosa que permanece oculta, mas que pode ser trazida à luz do dia. Na prática isso significará o árduo trabalho de converter a irritação em alegria.

Parecerá impossível, mas com empenho e concentração você conseguirá.

Próximo boletim será publicado às 15h50 de 6/1/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.