Nervosa dispersão Nervosa

Oscar Quiroga

04 de abril de 2012 | 10h35

Das 10h35 de quarta-feira 4-4-12 até 2h38 de quinta-feira 5-4-12, Horário de Brasília, a Lua que cresce em Virgem está em oposição a Mercúrio.

Período nervoso, para dizer o mínimo!

A origem de todo nervosismo no mundo humano sempre será a dispersão, a incapacidade ou dificuldade de fazer com que as coisas sigam dentro dos planos traçados, a quase impossibilidade de fazer com que a mente se concentre no que deveria prestar atenção, agregando-se a isso a virtual negativa das circunstâncias, que não querem se dobrar aos nossos desígnios. Tudo isso e muito mais resulta em dispersão.

A mente, coitadinha de nossa mente! Ela não compreende que o Universo é uma só energia, uma só Vida, nossa mente vê tudo separado e desconexo, porém, como o Universo continua sendo um só e a mente faz parte dessa unidade, ela é tomada pelo frenesi de juntar os pontos desconexos para que a realidade faça sentido. A mente funciona como aquela brincadeira de juntas os pontos até o desenho aparecer.

Porém, a mente não consegue cumprir essa tarefa, porque os pontos do Universo são infinitos e a mente nossa não é. Esse exercício é fadado à decepção, para sermos bem-sucedidos nessa tarefa devemos utilizar outro instrumento, o intelecto intuitivo.

Contudo, raras são as pessoas que já desenvolveram esse instrumento e em dias como hoje, em que a dispersão se resolveria intuitivamente, todos continuam usando a mente e como resultado temos essa dispersão que promove o nervosismo.

Muita calma nessa hora! Só isso resolve!

Próximo boletim será publicado às 2h38 de 5/4/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.