Negociar é preciso

Negociar é preciso

Oscar Quiroga

15 de junho de 2012 | 08h53

15-6-12 – sexta-feira – Das 8h53 até 21h, horário de Brasília, a Lua que míngua em Touro está em sextil com Mercúrio.

Se algum resultado você almejar, negociar será preciso e propício.

A arte da negociação consiste em ter um objetivo definido, mas ao mesmo também ser capaz de fazer concessões, só que sem comprometer princípios universais nessa jogada.

A corrupção se entremeou na arte da negociação e as pessoas, ávidas por resultados, se focaram muito mais em obter o que pretendiam sem importar-se em eventualmente vender a própria alma em troca do resultado ansiado.

Isso não é negociar, isso é se vender por poucas moedas, independente de essas moedas serem alguns milhões em contas secretas da Suíça.

Negociar é saber fazer concessões, mas nunca negligenciar o cuidado com os princípios que, se quebrados, significariam sua derrota agora e sempre, uma que talvez demoraria a se mostrar, mas um dia qualquer sua alma se veria obrigada a se enfrentar no espelho e compreender a decadência que colocou em marcha. Um dia triste e amargo esse será.

Negociar é fazer concessões como sinal de respeito pelos objetivos da outra parte, mas também é sentar as bases para que o ato da negociação signifique o respeito às futuras gerações, entregando a elas um mundo maior e melhor.

Próximo boletim será publicado às 21h de 15/6/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.