Mente, palavra e obra

Mente, palavra e obra

Oscar Quiroga

25 de agosto de 2012 | 14h44

Das 14h44 de sábado 25-8-12 até 3h40 de domingo 26-8-12, horário de Brasília, a Lua que cresce em Sagitário está em sextil com Saturno.

Pensar positivo é muito bom, mas se ficar só nisso vai se transformar em mais um dentre tantos venenos mentais que circulam à solta.

O pensamento precisa motivar a palavra e a ação precisa ser coerente com essa, assim se fecha o ciclo, se realiza o ato e se pode passar para outra, evitando ficar dando voltas sobre um mesmo assunto durante décadas talvez, o que é bastante comum acontecer.

Porém, podia ser totalmente diferente a história, nossa humanidade podia aceitar que dentre todas as opções será sempre melhor tentar e errar do que errar por nunca tentar, se submetendo a um pudor hipócrita, pois é referente ao ato apenas, já que enquanto parece não acontecer nada, a mente continua frenética, produzindo ideações vinculadas ao ato que não é posto em marcha.

Você tem mente para pensar e você a usa o tempo inteiro; você tem voz para falar, mas a usa menos do que o necessário e, também, a usa para falar um montão de abobrinhas sem fundamento; você possui um corpo físico que serve de instrumento para realizar o que for idealizado, por que não usá-lo devidamente?

“Os humanos são miseráveis porque não sabem ver nem entender os bens que estão ao seu alcance” – atribuem a Pitágoras esta frase lapidar, mas é mais correto afirmar que este seja um aforismo pitagórico, já que o próprio Pitágoras não deixou nada escrito pelo seu próprio punho. Contudo, independente de quem tiver dito essa frase, ela é uma verdade crua difícil de engolir.