Melhor errar por fazer do que errar por nada fazer

Oscar Quiroga

26 de maio de 2011 | 21h37

Às 21h37 de quinta-feira 26-5-11 a Lua quarto minguante ingressou em Áries e está em conjunção com Urano, quadratura com Plutão e oposição a Saturno até 19h10 de sexta-feira 27-5-11, horário de Brasília.

É melhor errar como resultado das decisões tomadas e do atrevimento de pô-las em prática do que errar por abster-se de decidir e agir por ter a mente tomada de dúvidas e incertezas.

Abandonar a necessária ação não é digno da natureza humana, de essência criativa e dotada de livre arbítrio para não depender da força maior.

Porém, assim mesmo é esta a tentação constante que todos sofremos, nos abster da necessária ação nos assuntos e problemas que todos enfrentamos em diversos âmbitos.

Nada nos obriga a agir ou decidir, mas interiormente somos açoitados pelas argumentações e também pela vocação, que sugere assumirmos nossas posições neste planeta Terra e a explorarmos a fundo, para que nossos nascimentos não tenham sido em vão.

O que é pior ante o avanço do mal que sugere que o errado seja certo e que o feio seja belo? Esse avanço é legítimo, há milhares de pessoas convencidas de que o plano maior seja o caos e a angústia. Elas não estão erradas, apenas fazem o que suas naturezas interiores lhes sugerem.

Erradas estão as pessoas que, sabendo o que acontece, cientes de que é necessário fazer alguma coisa e que está ao seu alcance empreender essa ação, mesmo assim desistem e se desanimam, convencendo-se de que suas forças não seriam suficientes para deter esse avanço.

Esse erro, o de nada fazer, é o pior de todos.

Próximo boletim será publicado às 19h10 de 27/5/11

Tudo o que sabemos sobre:

Lua em ÁriesQuirogaSincronia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.