Medo x Confiança

Medo x Confiança

Oscar Quiroga

24 de julho de 2013 | 15h23

 

Às 15h23 de quarta-feira 24-7-13 a Lua que míngua ingressou em Peixes e está em oposição a Vênus, conjunção com Netuno e trígono com Saturno até 23h44, horário de Brasília.

As coisas terríveis que você pensa e que se atreve a dizer são todas motivadas por medo, às vezes medo de alguém, outras medo do que alguém possa vir a experimentar.

De uma ou de outra forma, o medo está sempre presente, alimentando uma crueldade que seria inexistente se nossa humanidade confiasse um pouco mais na vida, nem sequer afirmo aqui confiar absolutamente, apenas confiar um pouco mais.

A confiança outorga serenidade, abre os olhos para a diversidade e navega na certeza de as coisas se ajustarem sempre ao que o Algo Maior em que se movimentam e são lhes propõe, nunca de forma impositiva, mas como um mistério que subjaz em tudo.

O medo é egoísta, não há como enxergá-lo de outra maneira, seria possível argumentar e justificar, mas seria também um exercício fútil na tentativa de mascarar o que como resultado de uma análise implacável seria demonstrado, nossa humanidade sente medo porque não confia nas forças que estão além de seu domínio, e perder o domínio produz medo, um medo arraigado no egoísmo de imaginar que se deva ter tudo sob controle.

A riqueza que todos buscamos e que nos escapa por entre os dedos depende menos de controle pessoal e mais de entrega ao mistério da Vida em que nos movimentamos e somos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.