Luz do coração

Luz do coração

Oscar Quiroga

07 de julho de 2012 | 18h29

Das 18h29 de sábado 7-7-12 até 8h01 de domingo 8-7-12, horário de Brasília, a Lua que míngua em Aquário está em trígono com Sol.

No centro de cada coração humano há uma luz que brilha como milhões de sóis e, ainda que não sejamos capazes de enxergá-la, pois somos cegos espirituais, pressentimos ser importante, valiosa e vivemos em busca de confirmar esse valor que pressentimos.

Normalmente, em vez de corroborar nosso valor nessa luz divina a buscamos nos reflexos e sombras distorcidas, e ficamos nos auto-proclamando início e fim do Universo, como se a Vida tivesse começado com nossos nascimentos e fosse terminar com nossos falecimentos. Que tolice!

Essa luz divina oculta no coração não é um bem particular, é o princípio do Infinito, e só pode ser enxergada desenvolvendo a visão divina, que é justamente a que vai além da cegueira que dá mais importância a cada uma das partes por separado do que ao todo do Infinito.

Por isso, teremos verdadeira importância quando percebamos que a luz divina oculta no coração é a mesma para todos e que irradia seu brilho glorioso e feliz quando se vive o espírito de fraternidade, não antes nem depois.

Enquanto isso, o que temos por aí são paródias de pessoas fazendo o possível para ser mais importantes e valiosas do que as outras, sem saber que quanto mais se esforçam nesse sentido, mais miseráveis elas se tornam e mais miséria elas disseminam ao seu passo.

Nesse âmbito distorcido, quem se sente importante quer que o mundo lhe preste serviço.

Através da visão divina, quem descobre e transborda a luz do coração, vê o divino em tudo e se dedica a prestar serviço eternamente a tudo e a todos.

Próximo boletim será publicado às 8h01 de 8/7/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.