Lua VAZIA

Lua VAZIA

Oscar Quiroga

06 de julho de 2012 | 12h50

Das 12h50 de sexta-feira 6-7-12 até 1h30 de sábado 7-7-12, horário de Brasília, a Lua que míngua em Aquário está VAZIA.

 

Essa vontade de não ter vontade de nada e de se permitir a lassidão não precisa ser bloqueada com sentimentos de culpa por ter, ainda, várias obrigações a cumprir, ou porque as pessoas ao seu redor fingem que tudo continua normal, ainda que elas, no fundo, também sintam essa vontade de não haver vontade de nada.

A Lua esVAZIA, seu único dever neste momento é fazer algo benéfico e saudável com a preguiça que, combinada à inércia de ter de realizar algo objetivo, fica imaginando perversões e fetiches. Enquanto isso, a boa preguiça é a do ócio, que os gregos antigos exaltavam por ser o tempo propício à filosofia.

Enquanto havia ócio, havia filosofia também, enquanto o ócio era negado, havia negócio, um momento para cada coisa e uma civilização que florescia em artes, ciências e organização social.

A partir do momento em que tivemos de tratar nossos momentos de ócio com culpa porque instalaram máquinas que diziam quando começaríamos a trabalhar e quando deixaríamos o trabalho, tivemos de nos tornar mais astutos para continuar a aproveitar o que deve fazer parte de nossas vidas, o ócio, a sagrada arte da despreocupação.

As máquinas devem nos prestar serviço e não o contrário, de nós sermos os serviçais das máquinas.

Essa afirmação parece óbvia, mas é justamente a obviedade de alguns assuntos importantes a que acabou sendo esquecida.

E cada Lua VAZIA, que acontece a cada dois dias e meio, em períodos de extensão variável, continua tendo a função de nos alertar e atualizar a consciência do que é verdadeiramente importante e do que é falsamente valorizado.

Próximo boletim será publicado à 1h30 de 7/7/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.