Lua VAZIA

Lua VAZIA

Oscar Quiroga

11 de agosto de 2013 | 22h30

 

Das 22h30 de domingo 11-8-13 até 17h19 de segunda-feira 12-8-13, horário de Brasília, a Lua que cresce em Libra está VAZIA

Por enquanto, a semana útil não começa, seu início foi cosmicamente protelado, decretado no governo central da alma que a semana útil só começará a partir das 17h19 de segunda-feira 12-8-13, horário de Brasília.

Agora só falta você convencer seu chefe disso, ou mesmo não tendo chefe, convencer sua própria mente que, tomada pela inércia, já vai logo fazendo de forma impensada tudo que deveria fazer, mas sem vontade alguma de fazê-lo, divagando por outras galáxias enquanto o corpo realiza ações automáticas.

O que é normalmente útil se transforma agora em inútil, mas ao mesmo tempo o que normalmente seria inútil ganha agora destaque e importância.

Seria inútil tomar este tempo para pensar na vida? Normalmente seria, porque pensar na vida não paga contas nem tampouco sai bem na foto, já que para isso você precisaria se distanciar dos afazeres normais e parecer que não está fazendo nada.

Às vezes parece mesmo que não fazemos nada, mas provavelmente estamos fazendo algo muito importante, como seria o ato de “pensar na vida”.

É difícil e complicado contrariar a onda da inércia, que leva todos a seguir pela linha de menor resistência, avassalados por essa força que os conduz a repetir incessantemente os mesmos comportamentos.

É difícil e complicado contrariar essa onda, mas estamos todos devidamente capacitados para fazê-lo, se não o fazemos é por pura indolência, um traço marcante da mediocridade nossa de cada dia.

A mediocridade se desenvolve no exato momento em que deixamos de pensar na consequência de nossos atos e funcionamos no automático.

Superar a mediocridade é dar brilho e fortalecer a própria vontade, determinando a autoria do tempo, inserindo nesse o que for melhor.

O melhor deste momento de Lua VAZIA é praticar a arte da despreocupação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: