Lua VAZIA

Lua VAZIA

Oscar Quiroga

05 de maio de 2013 | 13h01

5-5-13 – domingo – Das 13h01 até 22h04, horário de Brasília, a Lua que míngua em Peixes está VAZIA. No mesmo período, Marte e Plutão em trígono.

E não é que um fim de domingo que tinha tudo para ser aprazível e sossegado pode facilmente virar um inferno de péssimas intenções, todas motivadas por emoções misturadas e desencontradas?

Assim é nossa humanidade! Existe num planeta belíssimo e inventa mundos de discórdia onde se autoriza a torturar seus semelhantes com uma severidade que, se aplicada a ela, seria motivo de protesto.

Melhor nem entrar nesse caminho, melhor se distanciar desse no primeiro e claro sinal de que tudo pode degringolar por esse caminho onde emoções tão intensas são colocadas em marcha que, uma vez aberta essa porta, ninguém recua, ninguém se atreve a detê-las, são deuses e deusas antigos que exigem o sacrifício do sangue, o sofrimento dos participantes.

Até quando nossa humanidade vai continuar venerando esses deuses que não são mais?

Nem os livros sagrados nos livram deles, deuses e deusas antigos não se extinguem por decreto, cada alma individual deve desintegrá-los com a indiferença, conhecê-los por inteiro, porque de suas naturezas participam, mas substituí-los com outra onda.

Agora cada ser humano está só, tendo de lidar com esses labirintos distorcidos de sua própria alma, se confrontando com o que teria preferido ignorar ou mitigar com trivialidades, mas que por enquanto nada é eficiente nesse sentido.

Encurralados pelas nossas próprias emoções e pensamentos, só nos resta o confronto, mas não com outras pessoas sobre as quais projetamos nossos problemas, nada disso! Resta o confronto com nossas próprias almas e com o labirinto onde as deixamos esquecidas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.