Lua VAZIA

Lua VAZIA

Oscar Quiroga

11 Fevereiro 2013 | 15h04

Das 15h04 de segunda-feira 11-2-13 até 23h52 de terça-feira 12-2-13, horário de verão de Brasília, a Lua que começou a crescer em Peixes está VAZIA. No mesmo período, Mercúrio em sextil com Plutão e trígono com Saturno.

O pacato passar do tempo na repetição de rotinas pode, aparentemente, ser nada além do que perder tempo. Porém, o tempo em si mesmo é muito maior do que isso, e o prova fazendo com que a repetição um dia se transforme no significado inteiro de uma vida.

Cada momento é importante. Cada momento, mesmo que seja gasto numa atividade pouco interessante, se agrega aos muitos outros que, em virtude do somatório, constituem significados profundamente arraigados, algo que poderia resultar na frase gravada na lápide de alguém, a síntese de sua existência.

O tempo pode ser considerado insuperável e que ninguém seria capaz de dominá-lo. É correto.

Porém, não menos correto é considerar que a consciência humana seja capaz de fazer intervenções, malabarismos e mágicas com essa dimensão que, apesar de insuperável, apresenta certa margem de maleabilidade.

É nessa margem de maleabilidade que reside a possibilidade de sua alma não ser avassalada pelo tempo, mas que de vez em quando execute algumas artimanhas para não ser traída pelos seus próprios hábitos, que um dia se convertem em destino, maiores do que a capacidade de superá-lo.

Exercer o sacrifício de se distanciar dos hábitos concretos e objetivos para elevar orações, meditar ou simplesmente se dedicar ao “dolce far niente”, isso também é necessário, e sua repetição constitui um movimento saudável, que tende a fortalecer a imaginação criativa.

No tempo de duração de cada período de Lua VAZIA será sempre melhor deixar de lado a objetivação de planos e não se meter a desafiar leis da natureza ou se colocar em situações arriscadas, pois a superação de quaisquer contratempos exigiria objetivação, algo insustentável durante a Lua VAZIA.

Descanse, nada mais.