Lua Cheia e VAZIA

Lua Cheia e VAZIA

Oscar Quiroga

28 de novembro de 2012 | 23h05

Das 23h05 de quarta-feira 28-11-12 até 11h56 de sexta-feira 30-11-12, horário de verão de Brasília, a Lua Cheia de Gêmeos está VAZIA. No mesmo período, Vênus e Marte em sextil.

Toda e qualquer tentativa de compreender o mistério da Vida está valendo, ainda que feita de forma atrapalhada e sem o necessário aprumo.

Nossa humanidade anda interessada demais em preservar a saúde de seu corpo físico através de caminhadas, ciclismo, musculação e corridas, porém, com o mesmo empenho deveria também colocar em dia a saúde de sua mente, forçando seus pensamentos na direção de mistérios que a ajudariam a se conhecer melhor.

A tentativa de compreender a Alma, seja cósmica, universal, planetária, da natureza ou individual, conduz, de forma infalível, a que se desenvolva a dimensão mental, com o consequente desenvolvimento de novas conexões neuronais, não apenas dentro do próprio cérebro, mas também deste com seu meio ambiente, próximo e distante. Através dessas conexões, neurônios que ainda permanecem inativos começam a se fazer presentes, e tudo que antes passava despercebido não apenas é enxergado e sentido, como também um panorama mais amplo e realista de nossa presença no Universo passa a ser pressentido.

Através de sucessivas coordenações e sincronias, o indivíduo humano, eventualmente, um dia se ilumina e liberta.

Porém, avançar no caminho nessa direção é um ato feliz em si mesmo.

O que nossa humanidade espera? Por que não assume essa direção agora mesmo? Em que fica pensando enquanto isso? Patranhas, apenas patranhas!

Todos esses longos períodos de Luas Vazias que têm acontecido e que ainda virão por aí são firmes convites para nossa humanidade se vincular a uma realidade mais abrangente, a se inserir em conjuntos maiores e mais sofisticados de experiência, fazendo conexões, somando isso mais isso, obtendo como resultado uma vida mais plena e intensa, destino que busca, mas nunca encontra de outra maneira.

Viver a vida normal, mas não ser normal, este deveria ser o lema de cada ser humano interessado em se conhecer melhor, e por se conhecer melhor, ser uma pessoa melhor também.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.