Longo dia de Lua CHEIA e VAZIA

Oscar Quiroga

08 de março de 2012 | 06h41

Das 6h41 de quinta-feira 8-3-12 até 1h51 de sexta-feira 9-3-12, a Lua Cheia de Virgem está VAZIA.

Se você madrugou e conseguiu estar em pé antes do início deste longo e tortuoso período de Lua VAZIA, parabéns para você! Pelo menos você entrou com o pé direito nessa tortuosidade.

A grande maioria despertará em pleno período VAZIO e encontrará severas dificuldades para não se contaminar com as tortuosidades produzidas pelo mundo e também pelo estado de assombro misturado com confusão.

Porém, nem tudo está perdido, pois se você não exige demais nem de si nem das pessoas com que tiver contato hoje, mas , pelo contrário, adotar uma postura leve, bem-humorada e condescendente com as falhas, as próprias e as alheias, encontrará que o que poderia ter sido muito ruim acabará se transformando em algo bom. Tudo dependerá de você e da postura que adotar!

Certamente não será fácil proteger-se da contaminação que o mundo irradiará, com sua falsidade, com seu cinismo, com a brutalidade que toma conta do particular e do geral também. Porém, se você decidir evocar o Divino dentro do próprio coração, tenha certeza que isso anulará e sobrepujará toda a influência exterior e, pelo contrário, você será a influência mais marcante e benéfica por onde transitar hoje.

Assim são as coisas, neste tempo estranho e bizarro de Lua VAZIA, sua escolha reside em permitir que o mundo e as pessoas influenciem você, ou tomar as rédeas da situação e você decidir se tornar a influência mais marcante. Porém, atenção! Tornar-se influência marcante não significa você impor seu ritmo, pois isso agregaria brutalidade. A influência marcante será a da suavidade, que sem nada querer fazer acabará fazendo muito.

No mais, evite tomar decisões importantes hoje, deixe para depois, se for possível. Se for impossível, tome essas decisões, mas deixe uma brecha para revisá-las depois.

Próximo boletim será publicado à 1h51 de 9/3/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.