Harmonia

Harmonia

Oscar Quiroga

02 de junho de 2013 | 03h35

 

Às 3h35 de domingo 2-6-13 a Lua que míngua ingressou em Áries e está em quadratura com Mercúrio e Plutão até 0h12 de segunda-feira 3-6-13, horário de Brasília. No mesmo período, Vênus ingressa em Câncer.

A harmonia não é, no reino humano, uma condição que aconteça automaticamente, mas como resultado de uma boa e consciente administração dos conflitos que, esses sim, automaticamente resultam da convivência de tantas diferenças.

O ditador que mora na mente de todo ser humano constantemente produz a imaginação de que para se garantir paz e harmonia deveria se empreender um “sagrado” holocausto, isto é, eliminar sumariamente os “diferentes”. Porém, esse conceito de “diferentes” atinge a todos, sem exceção, você pode ser diferente aos olhos de alguém, que irá querer eliminar você para garantir sua harmonia. Ao mesmo tempo, você se considera semelhante a uma turma e por seu lado irá querer eliminar outros “diferentes”.

Enquanto isso, harmonia não é garantida pela eliminação de nenhuma diferença, mas pela absorção de todas e pelo consciente empenho para encontrar a melhor administração possível que garanta direitos a todos, sem, no entanto, permitir que quaisquer desses direitos constituam a eliminação de alguém.

Ou seja, em nome da harmonia, tudo! menos imaginar que alguém não tenha direito a existir.

Harmonia é a melhor convivência possível de todas as diferenças, e isso é algo que só pode ser aprendido através de longos labirintos nos quais o conflito vicejar e onde houver seres humanos inteligentes o suficiente para não sucumbir ao ditador que espreita na mente.

Harmonia através do conflito, eis como se resolve a criatividade que opera através do reino humano.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.