Extensa e Intensa Lua VAZIA

Oscar Quiroga

22 de abril de 2012 | 14h11

Das 14h11 de domingo 22-4-12 até 14h06 de segunda-feira 23-4-12, horário de Brasília, a Lua Nova de Touro está VAZIA. No mesmo período, Mercúrio e Urano estão em conjunção.

Praticamente 24 horas de Lua VAZIA, adentrando-se este período no início da semana útil, fato bastante perturbador para os planos de nossa humanidade.

A parte do período que acontece durante o domingo tende a ser bastante interessante, porque se combina com a conjunção de Mercúrio e Urano, o que, apesar das trapalhadas normais de nossa humanidade em toda Lua VAZIA, agrega um tempero diferente dessa vez, a possibilidade de a mente humana ficar um pouco mais livre de amarras e conseguir se vincular a idéias luminosas a respeito do futuro.

Quem se acostuma a pensar no benefício do maior número possível de pessoas, encontrará nessa parte do domingo um terreno fértil para ancorar idéias e perspectivas humanitárias. Porém, mesmo quem passa a maior parte do tempo satisfazendo seu próprio umbigo e nada mais acabará sendo tocado por uma luzinha e terá a oportunidade de ir além do círculo infranqueável do seu egoísmo.

Agora, quando for a hora de despertar para a segunda-feira de uma semana útil teoricamente normal, aí a coisa tende a ficar um pouco apertada e difícil para nossa humanidade.

É que normalmente o astral de início de semana útil não é dos melhores; “odeio segunda-feira” é uma frase repetida toda segunda-feira em todos os idiomas do planeta.

Imagina então o que não virá a ser quando a Lua VAZIA penetrar na segunda-feira tão fundo quanto só acabar às 14h06, horário de Brasília.

Em nome da proteção do que é bom e virtuoso, o assunto vai ser munir-se do melhor bom humor possível, da máxima tolerância imaginável a respeito das próprias trapalhadas e também das que as pessoas próximas, conhecidas e desconhecidas, produzirem.

Atualize a consciência de que você não deve se obrigar a ser um humano produtivo o tempo inteiro, que há momentos, como o da Lua VAZIA, que precisam ser consagrados à sagrada arte da despreocupação, pois, com a alma leve, graciosa e alegre, você será, com certeza, muito mais útil a si mesmo e ao mundo do que com o coração amargurado e a mente mal-humorada.

Próximo boletim será publicado às 14h06 de 23/4/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.