Excesso de inconsciência

Oscar Quiroga

02 de março de 2012 | 12h09

Às 12h09 de sexta-feira 2-3-12 a Lua que cresce ingressou em Câncer e está em quadratura com Mercúrio e Urano, trígono com Netuno e sextil com Júpiter até 2h27 de sábado 3-3-12, horário de Brasília.

Navegando a maior parte do tempo na inconsciência, mas cheia de sensações e pressentimentos que não sabe interpretar, nossa humanidade anda toda melindrada, excessivamente sensível e reativa de forma desproporcional a qualquer estímulo, logo pensando que está sendo insultada ou desafiada a demonstrar sua força.

Como resultado temos desentendimentos profundos e perigosos acontecendo, que poderiam ser facilmente relevados e superados, mas que quando transformados em dramas domésticos, ou brigas por causa de troco, ou discussões em torno de uma vaga de estacionamento, revelam que nossa humanidade se gaba de uma inteligência que não coloca em prática quando é a hora de fazê-lo.

Essa inconsciência é um inferno autoimposto, porque sobram informações e meios de superá-la, porém, nossa humanidade continua preferindo gastar seu tempo em atividades superficiais. Não que essas sejam negativas, mas há lugar e tempo propícios para cada coisa, e se a necessidade anda ditando que seja importante sair dessa inconsciência, como de fato é, nossa humanidade continuar olhando para outro lado transforma a atitude em pecado.

A Vida, contudo, com sua infinita sabedoria, reflete fielmente os acontecimentos e os devolve para criar a chance de reverter esse processo.

Então e por isso, as situações excessivamente estressantes sem nexo nem conexão que acontecerem agora com você têm o exclusivo destino de lhe dar a oportunidade de superar a inconsciência e de colocar os pés no caminho onde sua inteligência possa verdadeiramente brilhar, pois esse é o destino inerente dela.

Próximo boletim será publicado às 2h27 de 3/3/12

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: