Estranha sensação

Oscar Quiroga

20 de setembro de 2011 | 15h55

 

Às 15h55 de terça-feira 20-9-11 a Lua quarto minguante ingressou em Câncer e permanece em quadratura com Urano, oposição a Plutão, quadratura com Vênus e sextil com Júpiter até 9h52 de quarta-feira 21-9-11, horário de Brasília.

 

Essa sensação que permanece nos bastidores de sua consciência de que as coisas andam no mínimo estranhas é uma provocação de sua lucidez. Sentir-se mal, com peso em cima dos ombros e com a quase certeza de que algo importante está sendo perdido ou negligenciado é, paradoxalmente, o melhor que poderia ser experimentado na situação atual do mundo, é uma constatação de que sua consciência ainda opera nos parâmetros da lucidez.

Seria impossível não ter a sensação de estranheza quando a normalidade não existe mais. A normalidade é a medida que serve para prever certa linearidade nos acontecimentos. Essa não existe mais, a cada minuto acontecem coisas fora do normal e, por isso, já se tornou normal que o anormal aconteça. Só falta nossa consciência aceitar isso e começar a se exercitar numa visão renovada da realidade, o que por falta de boa vontade está demorando demais.

O melhor que você pode fazer durante este período é responder positivamente à sensação de estranheza e considerar que, já que o mundo está estranho e nada garante que isso venha a acabar, então isso dar a você o direito de começar a tomar atitudes estranhas também, na forma de experimentações de atitudes novas e diferentes para administrar os mesmos assuntos de sempre.

 

Próximo boletim será publicado às 9h52 de 21/9/11

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: