Equinócio

Equinócio

Oscar Quiroga

20 de março de 2014 | 06h24

 

Das 6h24 de quinta-feira 20-3-14 até 0h12 de sexta-feira 21-3-14, horário de Brasília, a Lua que míngua em Escorpião está em sextil com Plutão e conjunção com Saturno. No mesmo período, Sol ingressa no signo de Áries, às 13h57, horário de Brasília.

Ainda que desconheças o valor do equinócio e o significado transcendental de todo ano nosso planeta atingir este momento, algo nas cores dos entardeceres, no voo dos pássaros, no comportamento dos animais e seres humanos, algo diferente perceberás e dirás para tua própria alma que há um quê de regozijo no ar, algo inexplicável.

Equinócio é equilíbrio, o dia do ano em que as horas do dia se igualam às horas da noite, um evento que poderia ser banalizado de todas as formas possíveis, mas que as cores dos entardeceres se ocupam de transmitir algo maior do que as piadas sem graça que as pessoas ordinárias façam a respeito da importância dos movimentos cósmicos e a SINCRONIA das atividades humanas em relação a esses, estudo normalmente chamado de Astrologia.

O céu ao qual teus pedidos de socorro se dirigem quando a existência aperta não é lá longe, é íntimo. Esse céu ao qual teu desespero clama por proteção é um pedaço de ti, um pedaço que te liberta de seres apenas o produto do teu passado, é o céu interior que te brinda com uma vocação e um papel para desempenhar no infinito.

No equinócio há mais equilíbrio entre o conhecimento dessa realidade e sua ignorância, aproveita-o para tentar atualizar a parte que te toca, pois desempenhando-a devidamente, tua alma será inteira como o infinito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.